,

Roteiro de 5 dias em Nova York

Nova Iorque é uma das maiores cidades do mundo e, também, uma das mais visitadas. Tem uma diversidade enorme de coisas para visitar, fazer e comer e é uma cidade que se pode sempre voltar a visitar. Tem sempre coisas diferentes a acontecer. Este roteiro de 5 dias em Nova York é baseado na minha experiência e é ideal para quem visite a cidade pela primeira vez e queira fazer um pouco de tudo: da cultura à gastronomia!

nova iorque roteiro de viagem

Roteiro do Primeiro Dia em Nova York

Manhã em Midtown- 3 horas

  • Nova Iorque é cultura. Comecem o dia no MOMA (Museum of Modern Art), que abre pelas 10h30.
  • Estejam lá à hora de abertura, ou um pouco mais cedo, para apanharem menos fila. Se forem madrugadores, podem passear pela 5th Avenue para ver as montras das lojas de luxo, antes de visitar o museu.

Tarde em Midtown- 4 a 5 horas

  • Depois de almoço, visitem o Grand Central Terminal.
  • Visitem a New York Public Library a meio da tarde.
  • A partir de meio da tarde podem relaxar no Bryant Park, nas traseiras da New York Public Library. Vejam aqui se há algum evento que vos interesse.
  • Final da tarde: aproveitem o pôr-do-sol e subam ao Empire State Building ou ao Top of the Rock para apreciar a vista panorâmica da cidade. Atenção que para o Top of the Rock é necessário fazer uma reserva prévia no local. Quanto ao Empire State Building, existem sempre algumas filas.
  • À noite, podem ir assistir a um espectáculo na Broadway. Vejam que peça querem assistir na Broadway.com e reservem os bilhetes antecipadamente na TheaterMania.
  • Passeiem pela Times Square depois do espectáculo. Vale a pena visitar a loja de chocolates, ir á Toys’R’Us, e tirar fotos com as personagens uma vez na vida…

Roteiro do Segundo Dia em Nova York

Manhã em Central Park e arredores- 3 horas

  • Comecem com o American Museum of Natural History, que abre pelas 10h.
  • Mais uma vez estejam lá à hora de abertura para evitar filas. Preparem-se para ver muitos dinossauros num museu gigante que requer muita atenção.

Tarde em Central Park e arredores – 4 a 5 horas

  • Façam uma pausa na cultura e relaxem no Central Park. Podem almoçar por aqui – quer seja no restaurante do parque, quer seja numa das caravanas com street food: cachorros, hambúrgueres, kebabs, batatas-fritas, gelados, etc.
  • Podem simplesmente relaxar no parque, alugar um tuk tuk ou bicicleta, ou ver aqui se há algum evento que vos interesse durante a tarde.
  • Se ainda tiverem energia (e curiosidade) para mais um museu, o MET (Metropolitan Museum of Art) fica mesmo ao lado. Atenção que o museu fecha pelas 17h30, à excepção de sexta-feira e sábado, que fecha pelas 21h. Aqui há uma grande coleção de arte, desde as primeiras civilizações até aos dias de hoje. Vão com tempo – 2 horas, pelo menos – ou escolham apenas algumas salas do museu para ver!
  • Saiam à noite no Meatpacking District (sem esquecer de visitar o Chelsea Market – é ótimo para jantar).

Roteiro do Terceiro dia em Nova York

Manhã em Estátua da Liberdade e Financial District – 4 horas

  • Visitem a Estátua da Liberdade, apanhando o ferry que sai de Battery Park. Convém comprar bilhetes e fazer uma reserva aqui.
  • Para uma opção mais em conta (e para quem não tem muito tempo), podem apanhar o ferry gratuito para Staten Island. A viagem de ida e volta demora uma hora e o barco passa bem perto da Estátua da Liberdade, dando para tirar umas fotografias. Vejam aqui os horários. O ferry parte do Whitehall Terminal, em Manhattan.
  • Se tiverem tiverem algum tempo antes de almoço, passem pelo Financial District, para ver a Raging Bull Statue e o 9/11 Memorial. 

Tarde em Chinatown, Little Italy, Nolita e Greenwich Village – 5 horas

  • Guardem a fome para um almoço tardio em ChinaTown. E não deixem de ir a um dos parques do bairro, onde a comunidade chinesa passa o seu tempo livre a ler o jornal, praticar kung-fu e a tocar música tradicional chinesa.
  • Em Little Italy e Nolita já não vivem muitos italianos, mas vale a pena passar pelos bairros cheios de pequenas lojas e casas recuperadas.
  • Terminem a tarde em Greenwich Village. Aqui podem passar pela NYU e ir à Washington Square Park.
  • Em Greenwich existe muita restauração e bares na Bleecker Street. Vão facilmente encontrar um sítio onde jantar.
  • Em Greenwich, podem ir ao Comedy Cellar à noite, o clube de comédia mais conhecido nos Estados Unidos e, quiçá, no mundo. Não se esqueçam de fazer a vossa reserva com antecedência aqui.

Roteiro do Quarto Dia em Nova York

Manhã em DUMBO, Brooklyn Heights e Downtown – 4 horas

  • Atravessem a Brooklyn Bridge a pé, de Manhattan para DUMBO, Brooklyn. O bairro de DUMBO é pequeno, mas cheio de galerias de arte e com um parque à beira-rio.
  • Vão ao bairro de Brooklyn Heights, um dos mais pitorescos de Brooklyn, com casas do século XIX. Aqui, não deixem de ir às lojas de Montague Street.
  • Mesmo ao lado e em contraste, podem visitar a Downtown Brooklyn, com os seus prédios altos e modernos.

Tarde em Williamsburg – 3 horas

  • Apanhem o ferry de DUMBO para Williamsburg, um dos bairros mais hip da cidade. Aproveitem também para ver as lojas vintage do bairro e relaxar no McCarren Park.
  • Jantar e sair à noite em Williamsburg: este bairro tem alguns dos melhores bares de Brooklyn, especialmente se gostarem de uma onda mais alternativa.

Roteiro do Quinto Dia em Nova York

Manhã em Lower East Side e East Village – 4 a 5 horas

  • O Lower East Side foi gentrificado, mas já foi um dos bairros mais pobres de Manhattan.
  • No bairro, visitem o Tenant Museum, que mostra a história dos imigrantes na cidade. É preciso reservar antecipadamente. Vejam aqui.
  • Podem passear pelo bairro e entrar nas lojas de design, roupa, livrarias, etc.

Tarde em East Village 

  • A East Viillage ganhou identidade nos anos 60, quando a geração beat e os hippies viviam aqui. Hoje é um bairro gentrificado, mas que ainda mantém uma aura criativa, com muitos concertos e exposições a acontecerem aqui.
  • Aqui, podem passar pela Tompkins Square, pela Catedral Ortodoxa Russa, pelo Yiddish Art Theater e pelo Webster Hall.
  • À noite, podem ficar pela East Village, que mantém uma noite animada, ou apanhar o metro e ir experimentar um bar de jazz do Harlem, no norte de Manhattan

Roteiro de 5 dias em Nova York

empire state building view

Brooklyn, orgulho sem preconceito

Brooklyn Williamsburg

Pelos olhos dos outros #1

Greenwich Village drawing

Como é que Nova York está organizada: Mapas de Nova York

brooklyn mapa

O ar livre e a cultura em Nova Iorque

Top of The Rock panoramica rockefeller

Nova Iorque, uma cidade em ebulição

Times Square

Onde Comer em Nova York

Nova Iorque tem uma oferta de restauração imensa. E para todos os orçamentos… Desde os melhores restaurantes de sushi à comida de rua, feita na auto-caravana. As propostas que deixo aqui são mais contidas em termos de preço, tendo por base a minha experiência na cidade e, portanto, os preços são muito semelhantes. Em média, terei gasto $20 por refeição, o que é bastante em conta. Se quiserem, por exemplo, ir a um bom restaurante de sushi em Nova Iorque, a conta nunca fica por menos de $100…

  • Auto-caravana – $ – Nova Iorque é cachorro de rua! Mesmo que tenham um orçamento grande para a vossa viagem, não deixem de experimentar o cachorro de rua.
  • Little Italy Pizza – $ – É uma cadeia de pizza que existe em vários pontos da cidade. Achei que tinha muito mais qualidade que a Sbarro (outra cadeia de pizzas) e a um preço muito em conta. Se quiserem algo barato e rápido, aproveitem!

Lower East Side:

  • Russ & Daughters – $$ – Experimentem a loja de petiscos judaicos. Ideal para experimentar uma bagel de salmão e cream cheese ao pequeno almoço ou lanche. Experimentem o pastel rugelach (com pinhão e canela). Fica na 179 E Houston Street. Para algo menos “comer-e-andar”, há também o café restaurante na 127 Orchard.
  • Katz’s Delicatessen – $$ – Café restaurante de inspiração judaica com ótimas sandes. Aqui, foi também filmado o When Harry Met Sally.  Fica na 205 E Houston Street. Estão abertos toda a noite à sexta e sábado.

Chinatown:

  • Wah Tea Parlour $$ – Este restaurante de petiscos chineses é de comer e chorar por mais. Peçam muitos pratinhos e dividam para provar um bocadinho de cada. Fica na 13 Doyers Street.

Greenwich Village:

  • Blind Tiger – $$ – Ideal para beber uma cerveja ao final do dia e provar as Buffalo Wings. Preparem-se que são picantes. Fica na 281 Bleeker Street e está aberto todos os dias até às 4h da manhã.
  • Bleecker Street Pizza – $$ – Pizza à fatia, feita na hora, no forno local. E abertos até às 2h da manhã, todos os dias. Sexta e sábado até mais tarde. Fica na 69 Seventh Avenue South.
  • Cones Ice Cream Artisans – $$ – Gelados artesanais com sabores originais. Fica na 272 Bleecker Steet.

Chelsea / Meapacking District:

  • Chelsea Market – $$ – O mercado tem restaurantes para vários gostos: coreano, italiano, tailandês, japonês, entre outros. Qualidade acima da média e um preço aceitável. Fica na 75 9th Avenue.

Williamsburg, Brooklyn:

  • Krolewskie Jadlo – $$ – Restaurante de comida tradicional polaca, uma das comunidades que emigrou em massa para o bairro na primeira metade do século XX. Provem os dumplings! Fica na 694 Manhattan Avenue, Brooklyn.
  • Odd Fellows – $$ – Com uma grande variedade de gelados, a Odd Fellows é considerada por alguns a melhor gelataria de Nova Iorque. É artesanal e todos os dias há uma ementa com os sabores do dia. Em Williamsburg, fica na 175 Kent Avenue. Têm também uma loja em East Village, na 75 East 4th Street.
  • Cafe de la Esquina – $$ – Este dining latino oferece todo o tipo de comida com sotaque castelhano, desde tacos, tortillas, huevos rancheros, burritos, quesadillas, nachos, fajitas, entre outros. O ambiente também é agradável, num espaço alternativo cheio de graffiti e música ao vivo. Fica na 225 Wythe Avenue, Brooklyn.

DUMBO

  • Julianna’s Pizza – $$ – Localizado num edifício histórico de DUMBO, esta pizzaria está aberta desde 1990 e fica junto ao rio, para um passeio pós-refeição. As pizzas são ótimas e caseiras. Fica na 19 Old Fulton Street, Brooklyn.
  • Jacques Torres – $$ – As chocolatarias do pasteleiro Jacques Torres são muito famosas nos Estados Unidos… e com razão. Chocolates para todos os gostos e feitios. A loja do DUMBO tem ainda uma gelataria. Ficam ambas na 66 Water Street, Brooklyn. Jacques Torres tem também lojas na Grand Central Station (Lexington Passage Way e Dining Concourse), no SoHo (350 Hudson Street), no NoHo (327 Lafayette Street), no Upper East Side (1186 3rd Avenue), Upper West Side (285 Amsterdam Avenue), Midtown (110 57th Street) e no Rockefeller Center (Rockefeller Plaza). Tudo boas razões para não resistira um chocolate.

Brooklyn Heights

  • Dellarocco’s – $$ – Restaurante italiano com umas pizzas ótimas e feitas na hora. Não se esqueçam de experimentar as sobremesas italianas! Fica na 214 Hicks Street, Brooklyn.

Onde Beber um Copo em Nova York

Greenwich Village:

  • Comedy Cellar – $$$ – Juntem um copo à noite ao stand-up. Os melhores comediantes de Nova Iorque atuam aqui, em performances de 15-20 minutos. Para ir a este clube, é preciso reservar com antecedência e pagar a entrada no próprio dia (varia entre $12 e $24). Além disso, existe consumo obrigatório de duas bebidas. Reservem aqui.
  • Blind Tiger – $$ – Além das Buffalo Wings, o Blind Tiger tem umas belas cervejas à pressão. Fica na 281 Bleeker Street e está aberto todos os dias até às 4h da manhã.

Chelsea / Meapacking District:

  • Brass Monkey – $$ – O bar de 2 andares tem um pequeno terraço no topo e é muito acolhedor. Fica na 55 Little West 12th Street e está aberto até às 4h da manhã.
  • Standard Biergarten – $$ – Com tradição alemão, este jardim da cerveja está aberto até à 2h da manhã quinta, sexta e sábado. Com um ambiente divertido e cheio de gente, servem também pretzels e salsichas alemãs. Happy hour até às 19h, com cervejas a $2. Yey! Fica na 848 Washington Street.

Williamsburg, Brooklyn:

  • Brooklyn Brewery – $$ – Aqui, podem fazer uma visita guiada à cervejaria, que custa $12 e é preciso reservar 1 mês antes aqui. Se quiserem apenas beber uma cerveja, podem fazê-lo sexta (18h-23h), sábado (12h-18h) e domingo (12h-16h), sendo que sábado e domingo há visitas guiadas gratuitas, marcadas no próprio local (por ordem de chegada – first come, first served). E a cerveja? Boa e barata. 1 por $5, 5 por $20. É difícil de encontrar preços mais baixos em Nova Iorque… Fica na 79 North 11th Street
  • Mugs Ale House – $ – Seleção de cerveja variada a um preço bastante razoável e música dos anos 80. A cerveja do dia é a mais barata! Está aberto até às 4h da manhã sexta e sábado, até às 2h nos restantes dias. Fica na 125 Bedford Avenue.

Transportes em Nova York / Como Deslocar em Nova York

  • Para chegar e partir de Nova Iorque para outras cidades, o autocarro é a opção mais barata. Nós fomos de Megabus, que é a opção mais em conta. É fiável, mas chegámos sempre ao nosso destino com algum atraso (entre 15 minutos e 30, o trânsito é sempre imprevisível) e não me consegui conectar à wifi que tinham a bordo. A Greyhound é outra rodoviária, em que os preços são ligeiramente superiores. Eu paguei $5 de Boston a Nova Iorque.
  • A rede de comboios inter-regionais nos Estados Unidos é a Amtrak. Existem vários comboios diários entre Nova Iorque e outras cidades como Boston, Filadélfia e Washington. É mais confortável, claro, mas muito mais caro. O preço mais baixo que vi de Nova Iorque para Boston foi e $74.
  • Dentro de Nova Iorque: O metro é o transporte por excelência ($2.75 por viagem). Existem passes para 7 dias e se comprarem 4 viagens de cada vez também fica mais barato. O metro é algo confuso, mas leva-nos a todo o lado e, depois do primeiro dia, já nos orientamos perfeitamente. Existe também o ferry para Staten Island, que é gratuito e opera 24 horas por dia. Existe também o East River Ferry ($4 durante a semana, $6 ao fim-de-semana), que vai de Wall Stret a Greenpoint, passando pelo DUMBO e Williamsburg.

Finalmente, Nova Iorque é uma cidade enorme com muita coisa a acontecer ao mesmo tempo. Antes de viajarem, verifiquem aqui que eventos estão a acontecer na cidade. Desde teatro ao ar livre, festivais de cinema, exposições temporárias. É um mundo de cultura! Por exemplo, nós fomos no verão, altura do Shakespeare in the Park, um festival de teatro gratuito ao ar livre no Central Park.

Ajudei-vos a planear a vossa próxima viagem com o roteiro de 5 dias em Nova York? Se gostaram do que leram e vos consegui dar algumas dicas, sigam-me no Facebook e Instagram. Têm outras dicas? Deixem nos comentários. Querem saber mais? Leiam a minha experiência em Nova Iorque.

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

Novidades, dicas de viagem e promoções diretamente na tua caixa de entrada. Introduz o teu e-mail para saber tudo em primeira mão.

CONTRAMAPA

7 comentários
  1. Roadrunner
    Roadrunner says:

    Li os posts sobre N. Y. e realmente está aqui um autêntico compêndio! Para comer e beber não faltam restaurantes de qualquer parte do mundo, e nem que seja de “balde” de café e donut na mão a andar pelo passeio, fome e sede não se passa!
    Eu, por acaso, “perdi-me” em Greenwich Village em vários bares de blues de cerveja na mão…
    Quanto à estátua, penso que é um desperdício de tempo e energia ir lá, mas como é um icone…
    Por último, só para referir que é uma cidade fantástica, onde se tem que ir mais do que uma vez. No meu caso, pretendo lá regressar, e da próxima vez trazer muitas fotos em condições, já que da última vez, ainda no tempo da fotografia analógica, mais de metade das fotos que fiz estavam estragadas!

    Saudações!

    Responder
    • Diana
      Diana says:

      Uii, se foi na altura da fotografia analógica, então está mesmo na altura de voltar 🙂 A cidade está sempre a mudar e tem tanta coisa para ver…
      Obrigada por passar por cá, também gosto muito do Roadrunner! O seu blog tem fotografias muito boas.
      Até já 🙂

      Responder
    • Diana
      Diana says:

      olá Gustano! Eu fui precisamente no verão e com muito calor… Como podes ver pelo roteiro, uma semana dá perfeitamente para conhecer os principais pontos de Nova Iorque. Quando saires da Estátua da Liberdade, podes conhecer o Financial District a pé, mas não tentes fazer tudo caminhando durante a semana.. a cidade é enorme, usar o metro é a melhor opção!

      Obrigada por passares por cá, se tiveres mais alguma dúvida, diz 🙂

      Responder

Deixa um comentário

Gostaste do artigo?
Tens dicas para partilhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.