,

Bodie cidade fantasma: Dicas e Guia Completo

É impossível falar da cidade fantasma Bodie sem explicar o que foi a corrida ao ouro na Califórnia no século XIX. Tudo começou em 1848 quando um explorador norte-americano encontrou ouro na Califórnia. As notícias correram rápido e cerca de 300.000 pessoas chegaram à Califórnia em busca de enriquecer de um momento para o outro (já tinha falado sobre este fenómeno neste artigo sobre São Francisco).

 A gold rush californiana teve grandes impactos nos Estados Unidos. O imediato foi o crescimento exponencial da Califórnia, outrora uma ex-região mexicana quase inexplorada. O desenvolvimento económico trouxe muitos imigrantes de todo o mundo, riqueza, novas rotas e caminhos de ferro e novos banqueiros (como a Wells Fargo).

E, infelizmente, trouxe também a dizimação e um autêntico genocídio na costa oeste: quando o México declarou a sua independência de Espanha em 1834, a Califórnia tinha 250.000 nativos americanos. Depois da anexação da Califórnia pelos Estados Unidos, a população desceu para 150.000 em 1848, 30.000 em 1870 e… 16.000 em 1900.

É sempre útil recordar que o progresso tem os seus custos.

O impacto da gold rush a longo prazo foi a própria criação do “sonho californiano”. A Califórnia é vista como uma terra de novos começos, de oportunidade e de riqueza instantânea. O Estado dourado ainda hoje mantém essa aura, quer seja pela aspiração ao estrelato de Los Angeles, quer seja pelo frenesim de start-ups ligado à área de São Francisco.

Bom, além desta herança histórica e cultural, um dos vestígios mais palpáveis da gold rush (e de loucuras semelhantes causadas por outros minérios) são as cidades fantasma. Na Califórnia, onde houve uma autêntica corrida à exploração dos recursos, existem literalmente centenas de povoações abandonadas. A grande parte destas cidades foi completamente deixada ao deus dará e algumas delas encontram-se muito bem preservadas e são uma autêntica viagem no tempo.

Eu visitei Bodie em 2015 que, segundo consta, é talvez a cidade fantasma melhor preservada nos Estados Unidos, com uma história e património riquíssimos.

bodie cidade fantasma na califórnia

Visitar a Cidade Fantasma Bodie

Entrar na cidade fantasma de Bodie é uma experiência única. Mal chegamos, somos imediatamente transportados para o imaginário dos filmes do faroeste. Os edifícios de madeira do século XVIII estão completamente preservados e há maquinaria e carros espalhados pela cidade fantasma. Para completar o cenário, Bodie está localizada num grande planalto, a perder de vista. Mas voltemos ao princípio.

bodie cidade fantasma

Em 1859 o explorador William Bodey (que deu o nome à cidade) encontrou ouro neste planalto, mas foi apenas em 1877 que a cidade começou a crescer exponencialmente, com a chegada de uma empresa mineira. Dois anos volvidos, a cidade tinha quase 7.000 habitantes e era uma das maiores da Califórnia.

Nesta altura, a cidade tinha mais de 65 bares, além de 1 escola, vários hotéis, 2 igrejas, 1 quartel de bombeiros, 3 jornais, várias minas, e, até, uma Chinatown. E, como boa cidade do faroeste, tinha uma reputação péssima. Além de uma afamada zona de prostituição (red light district), o álcool, o ópio, o jogo e o crime estavam na ordem do dia. Consta até que a expressão corriqueira para cumprimentar pela manhã era: “Have a man for breakfast?” (Há um homem para o pequeno-almoço?), um eufemismo para perguntar se alguém tinha morrido na noite anterior…

bodie cidade fantasma

Mas a cidade fantasma Bodie prosperou durante muito pouco tempo e os sinais de declínio foram rápidos com o início da exaustão das minas. Em 1900 já eram menos de 1000 habitantes e em 1920 eram 100, altura em que Bodie já era chamada de cidade fantasma. Este processo foi acelerado com um grande fogo em 1932 que dizimou grande parte da cidade, que nunca voltou a ser reconstruída.

Isolada junto à Sierra Nevada, a 2h30 do vale de Yosemite, a cidade fantasma de Bodie mantém-se assim parada no tempo há praticamente 100 anos. Em 1943 quem restava era um guarda com instruções muito claras: quem se aproximar, é para matar.

bodie cidade fantasma

O Que Visitar em Bodie, a cidade fantasma

Em 1962 a cidade fantasma de Bodie passou para a propriedade do Estado e abriu o Bodie State Park. Hoje restam 170 edifícios nas ruas, a maioria dos quais apenas pode ser visitada por fora. O curioso é que, na debandada, os antigos habitantes de Bodie deixaram muitos dos seus pertences para trás. Ao nos aproximarmos das janelas, podemos ver a comida enlatada, as roupas, os utensílios e toda a mobília intacta, mas num elevado estado de deterioração.

bodie cidade fantasma

A entrada no parque custa $8, $5 para os jovens até aos 17 anos. Existem também tours diárias para quem queira saber um pouco mais sobre a cidade.

bodie cidade fantasma

1) Igreja Metódica

A igreja construída em 1882 era uma das duas da cidade. O último serviço religioso foi conduzido em 1932, quando praticamente quase todas as famílias abandonaram a cidade, depois do fogo. A igreja é um dos edifícios melhor preservados e um daqueles que se pode visitar por dentro.

bodie cidade fantasma

2) Hotel Dechambeau e Edifício I.O.O.F.

O hotel encontra-se num elevado estado de conservação, por ser um dos únicos edifícios construído em tijolo e não em madeira. O I.O.O.F. era um “clube de homens”, em que estes se juntavam aqui para beber, jogar ou praticar naquilo a que podemos chamar os primórdios do ginásio.

bodie cidade fantasma

3) Escola

Ao olharmos de fora, vemos ainda as secretárias, as cadeiras e os livros. Esta foi a segunda escola da cidade, já que a primeira foi incendiada por uma das crianças.

4) Mercearia e Armazém Boone

Este edifício de 1879 conserva ainda muitos artefatos do final do século XIX no interior: como o pó da Colgate, aspirinas St. Josephs, preservativos da Trojan e óleo de rícino da Kellogg.

bodie cidade fantasma

5) Cemitério

Na altura que visitámos, para entrar no cemitério era necessário ir na tour e nós não fomos. Há cerca de 80 campas aqui, mas o engraçado é que a pessoa mais famosa de Bodie – a prostituta Rose May – está enterrada fora do perímetro da igreja.

6) Visita às Minas

Para visitar as minas, é necessário ir na tour e pagar $6. Nós não o fizémos, mas estas são uma das minas melhor preservados na Califórnia. Poderão adquirir a tour quando chegarem ao parque.

Quando Visitar a cidade fantasma Bodie

Localizada num planalto a 2.500 metros de altitude, numa região interior, Bodie tem uma clima muito agreste. Com longos invernos, ventos muito fortes e nevões intensos, não é de todo aconselhável visitar nesta altura. De Novembro a Março as temperaturas médias são negativas.

Ainda para mais, os últimos quilómetros até chegar ao centro de visitantes não são alcatroados, o que pode dificultar ainda mais o acesso.

Posto isto, recomendo-vos que apenas visitem Bodie de Maio a Outubro, apesar de o parque estar oficialmente aberto durante todo o ano. Nesta altura, o horário de funcionamento é das 9h00 às 18h00. Consultem a página oficial do Bodie State Park antes da vossa visita, para mais informação.

No local não existe qualquer tipo de alojamento, restaurante ou bomba de gasolina. Apenas casa-de-banho. É mesmo uma cidade fantasma e é no meio de nenhures. Tragam comida e atestem o depósito atempadamente. Bridgeport é a povoação mais perto e fica a 35 minutos de carro.

bodie cidade fantasma

Como Chegar à cidade fantasma de Bodie

Nós fomos de carro e demorámos 2h30 desde o Vale do Yosemite. De São Francisco, a viagem demora 6 horas, de Sacramento 4h30 e de Las Vegas 6 horas.

Como seria de prever, não existe transporte público para a cidade fantasma Bodie. Para Bridgeport há autocarros desde São Francisco e outras cidades, mas daí até Bodie, nada. Para ter aqui mais alguma informação que vos pudesse ajudar, procurei se existiriam tours organizadas para Bodie desde São Francisco ou Bridgeport e nada. A melhor (e única) opção é o carro.

Gostaram do artigo? Vejam também o meu Roteiro de 1 mês nos EUA e todos os artigos da minha road trip nos EUA em 2015. Acompanhem também o Contramapa no Facebook.

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

Novidades, dicas de viagem e promoções diretamente na tua caixa de entrada. Introduz o teu e-mail para saber tudo em primeira mão.

CONTRAMAPA

9 comentários
  1. fernanda
    fernanda says:

    Que artigo legal! Parece um cenário de filme faroeste.
    Mas muito triste a história dos índios que viviam na região da Califórnia… o mundo tá cheio de genocídio né? Que bom que você está ajudando a informar sobre esse capítulo da história. Bjos,

    Responder
  2. Giulia
    Giulia says:

    Diana que post interessante. Que loucura eles terem abandonado a cidade e deixar tudo para trás. Ainda bem que o Estados Unidos conservou o lugar. Muito legal. Abraços.

    Responder
  3. Fabio
    Fabio says:

    Olá Diana! Sempre quis conhecer uma cidade fantasma assim. Faz minha imaginação flutuar! Vejo fotos de vários locais e fico com vontade de ir. Adorei o post, muito bem escrito e belas fotos! Parabéns. 😉

    Responder
  4. Viajante Comum
    Viajante Comum says:

    Que legallll! Maneiro demais! Só de ler o seu relato já me senti nos filmes de faroeste! Adorei!! Agora só falta conhecer pessoalmente!

    Responder

Deixa um comentário

Gostaste do artigo?
Tens dicas para partilhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.