, ,

Como escolher Passes Turísticos nos Estados Unidos

Os City Passes ou Attraction Passes podem ser uma forma de poupar uns bons euros numa viagem. São basicamente passes turísticos comprados de antemão, antes de começar a viagem, que permitem entrar em vários museus e atrações. Alguns incluem também um transporte e permitem passar à frente nas filas (o que pode ser importante em cidades como Nova York).

Estes passes têm-se tornado cada vez mais populares ao longo dos anos e hoje a oferta é imensa, principalmente em grandes cidades. Utilizei alguns destes passes turísticos durante a minha viagem aos Estados Unidos – Em Nova York e Chicago – e trago-vos hoje uma análise das melhores ofertas que existem no mercado nos Estados Unidos.passes turísticos

1 – As maiores empresas de Passes Turísticos de Museus e Atrações nos EUA

Go Card da Smart Destinations 

A Smart Destinations disponibiliza o Go Card para várias cidades nos Estados Unidos: Boston, Chicago, Las Vegas, Los Angeles, Miami, Nova York, Oahu, Orlando, Santo Antonio, San Diego, São Francisco e Washington DC. Há também para a Califórnia e para a Flórida em geral.

Depois de escolhermos a cidade do nosso destino, há 3 opções:

All-Inclusive Pass: Nesta opção podemos entrar em todas as atrações disponibilizadas pela Smart Destinations e apenas temos de escolher o número de dias que vamos estar na cidade. Há passes de 1, 2, 3 e 5 dias. Este passe turístico é ideal para quem quer visitar MUITA coisa numa cidade, mas ainda não decidiu exatamente o quê. Como a oferta de atrações no passe é elevada, o que compensa mais são os passes de 3 e 5 dias. Por exemplo, o passe de 3 dias custa 160$ para Chicago e 115$ para São Francisco. O de 5 dias custa 190$ para Chicago e 150$ para São Francisco.

Explorer Pass / Pacote: Nesta opção, escolhemos apenas o número de atrações que queremos visitar na cidade em questão. O passe é válido durante 30 dias desde a primeira utilização e é ideal para os viajantes que apenas querem visitar alguns museus ou atrações e querem espaçar as visitas ao longo dos dias da viagem. Podem existir pacotes para 3, 4 ou 5 atrações, atividades ou museus. Para Nova York  3 atrações custa $77, em Chicago custam $72 e em São Francisco 65$.

Build Your Own Pass: Nesta opção, temos flexibilidade total. O passe turístico é também válido por 30 dias desde a primeira utilização. Para cada cidade, basta escolher especificamente o que queremos visitar. A partir de 2 atrações, atividades ou museus, já estamos a poupar 15% no preço de entrada. Com 3 atrações, poupamos 20% e com 4 poupamos 25%. Foi, aliás, esta a opção que eu escolhi quando visitei Nova York e Chicago o ano passado. 🙂

Para além do desconto no preço dos três passes acima, também poupamos algum tempo, já que, quando chegamos à cidade, não temos de perder tempo em algumas das filas para comprar bilhetes. Por exemplo, em Nova York, estas filas têm dezenas e dezenas de metros…

Com o Go Card, basta levar o voucher comprado online impresso ou em formato digital. No voucher encontram-se todas as instruções necessárias: o que levar, onde nos dirigir e condições. O normal é, em cada bilheteira, o voucher ser trocado por um bilhete.

CityPASS

Existem CityPASS para vários locais nos Estados Unidos: Atlanta, Boston, Chicago, Dallas, Houston, Nova York, Filadélfia, São Francisco, Seattle, Sul da Califórnia e Tampa Bay (Flórida).

Para cada uma das cidades disponibilizadas, a oferta é fixa. Ou seja, não podemos escolher os museus ou atrações que queremos ver e temos de nos restringir àquilo que nos é oferecido. E também temos de ter em conta aquilo que não é oferecido, o que pode ser uma desvantagem. O CityPASS é válido por 9 dias, a partir do primeiro dia de utilização e acaba por oferecer um grande desconto a quem visite todas as atrações disponibilizadas.

Por exemplo, para Nova York, se visitarmos todas as atrações, o desconto global é de 40%. As atrações incluídas são: Empire State Building, American Museum of Natural History, Metropolitan Museum of Art, Top of the Rock ou Guggenheim Museum, Statue of Liberty ou Circle Line Cruise, e 9/11 Museum ou Sea, Air & Space Museum. Tudo por 116$. É uma boa oferta, claro, mas, por exemplo o MoMA (que, para mim, era obrigatório) não está incluído neste passe.

Outra particularidade do CityPASS é que não funciona como um voucher. Trata-se de uma caderneta real de bilhetes e, por isso, a partir do momento que temos esta caderneta nas mãos, fugimos a todas as filas das bilheteiras. A expedição da caderneta para Portugal tem um custo de 24$ para Portugal ou 9.5$ para os Estados Unidos. Para o Brasil, não há envio. Em alternativa, podemos levantar ou adquirir a caderneta do CityPASS na primeira atração que visitarmos, na cidade que vamos visitar.

Dica: Se decidirem comprar apenas o CityPASS quando chegarem à vossa cidade de destino, optem por visitar primeiro uma atração menos popular para perderem menos tempo em filas. A partir do momento que tenham a caderneta, já vão poder fugir à filas das bilheteiras…

The New York Pass

Para Nova York existe também o The New York Pass. Este passe turístico oferece entrada para mais de 80 atrações, tours e museus por um determinado preço. Apenas temos de escolher o número de dias que vamos estar na cidade. Há passes para 1, 2, 3, 5, 7 e 10 dias seguidos. Este passe é ideal para quem quer visitar MUITA coisa numa cidade, mas ainda não decidiu exatamente o quê.

Como a oferta de atrações no passe é elevada, o que compensa mais são os passes de 3, 5 e 7 dias. Por exemplo, o passe de 3 dias custa $239, o de 5 dias $299 e o de 7 dias $339. Os preços são elevados, mas a oferta é quase ilimitada. Existem também descontos para quem encomende online. Este passe é ideal para quem esteja em Nova York pela primeira vez e esteja cheio de energia para visitar TUDO!

A expedição do The New York Pass para a Europa tem um custo de 25$ e $28 para o Brasil. Em alternativa, este passe turístico também pode ser adquirido ou levantado na chegada à cidade, sem nenhum custo adicional.

Finalmente, o passe disponibiliza também a opção Fast Track em 17 atrações, o que permite passar à frente nas filas e poupar bastante tempo!

 

2 – Mas como escolher o melhor dos Passes Turísticos?

Depois de uma oferta tão alargada de passes turísticos e diferentes opções e combinações, podemos ficar confusos. Então, como escolher passe que é mais apropriado para mim? Como escolher o passe em que posso poupar mais, para aquilo que quero ver?

Calma.

Primeiro, escolham de antemão o que querem ver. Se são organizados, antes de partirem para a vossa viagem já vão ter uma ideia dos locais que querem visitar.

Depois, verifiquem se os locais que querem visitar são oferecidos nos passes mencionados acima. Por exemplo, o MoMA não existe no CityPASS. O 9/11 Museum não é oferecido na Go Card da Smart Destinations. É tudo uma questão de preferências…

Comparem os passes com a oferta de atrações que melhor vos agrada e tenham em conta não apenas o preço, mas também a modalidade: é por número de dias seguidos? Ou têm um tempo mais alargado para ver as atrações? O passe permite fugir às filas? Que outras vantagens tem cada passe turístico?

No final, depois de encontrarem o passe mais apropriado para vocês, não se esqueçam de um último passo. Vão a cada um dos sites dos museus ou atrações que querem visitar e verifiquem por vocês os preços. É que muitos museus ou atrações podem ter dias gratuitos e/ou descontos para estudantes e reformados. Por exemplo, o American Museum of Natural History e o MET (ambos em Nova York) têm apenas como preço uma “doação sugerida”.

passes turísticos

3 – Simulação: Passe Turístico para Nova York

Fiz uma pequena simulação para vos ajudar a compara os preços entre os diferentes passes. Vamos a Nova York e queremos visitar: Empire State Building, American Museum of Natural History, MET e Top of the Rock.

Passe: PreçoValidade:Comentários
Go Card (Build Your Own Pass)$83,2530 diaspara estas atrações em específico.
Go Card (4 escolhas)$10530 diaspodemos alterar as atrações que escolhemos.
CityPASS$116

+ $24 em portes para Portugal

9 diaspodemos visitar mais 2 atrações específicas do passe.
 The New York Pass$189 (ou $160,65 se aproveitarmos a promoção online)

+ $25 em portes para Portugal e $28 para Brasil

 2 diaspodemos visitar cerca de 80 atrações, tours e museus.
Sem comprar Passe Turístico:$32

$32

$25

$22

TOTAL: $64 + Doação sugerida de $47 = $111

Sempre válido.MET e American Museum of Natural History funcionam por doação sugerida.

Há descontos sénior, e para crianças em todas as atrações. Há descontos para estudantes no MET e no American Museum of Natural History

Atenção: Se quiserem pagar um valor inferior à doação sugerida, não poderão comprar o bilhete online.

4 – Conclusão: e agora, qual dos passes turísticos?

É tudo uma questão de preferências. Se estiverem preocupados apenas com o custo do passe, provavelmente o Go Card da Smart Destinations é a melhor opção em termos de passes turísticos. Principalmente se não visitarem muitas atrações. Se quiserem visitar um pouco mais e estiverem preocupados em fugir às filas nas bilheteiras, provavelmente o CityPASS é a melhor opção. Se quiserem ver TUDO e tiverem orçamento e energia para isso, escolham uma das opções do The New York Pass (no caso de Nova York) ou a opção All Inclusive da Smart Destinations para outras cidades norte-americanas.

E… voilà! Boas viagens!

Se gostaram do que leram e vos consegui dar algumas dicas sobre passes turísticos, sigam-me no Facebook e Instagram. Conheçam também o Roteiro de 5 dias em Nova York, o Roteiro de 3 dias em Chicago, o Roteiro de 2 dias em Boston, o Roteiro de 3 dias em Nova Orleães e o Roteiro de 2 dias em Washington DC.

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

Novidades, dicas de viagem e promoções diretamente na tua caixa de entrada. Introduz o teu e-mail para saber tudo em primeira mão.

CONTRAMAPA

15 comentários
  1. Beatriz Sousa
    Beatriz Sousa says:

    Boas dicas!

    Nós quando estivemos em NY compramos o NY Pass e levantamos numa loja e foi muito bom, como tu dizes visitamos muitooooooooooooos lugares. Isso em combinação com o GO New York Tours vimos em 4 dias o mesmo que sem o pass e sem o bus turistico teriamos visto em 10.
    E ainda tem a opção de se alugar bikes for free perto do Cental Park!
    Também tem a vantage de que não se perde temo a pensar será que este museu vale a pena? Gasto o meu dinheiro neste ou naquele? Dá para ir aos dois! E se não se gostar pode-se sair depois de ver a primeira sala sem ficar “com pena” de não ter escolhido o outro museu!

    Responder
    • Diana
      Diana says:

      É isso mesmo! Eu e o Zé acabámos por escolher o Go Card porque não queríamos ver assim tanta coisa (era mais os museus) e compensava muito em termos de preço 😀 Já voltávamos, né?

      Responder
  2. Eva Marcela
    Eva Marcela says:

    Quando visito um lugar, especialmente se vou ficar alguns dias e que tenho de circular pela cidade, procuro sempre avaliar se compensa adquirir os passes turísticos. Em geral, dão descontos em alguns locais e permitem evitar filas, o que é sempre uma grande vantagem.

    Responder
  3. Marlene Marques
    Marlene Marques says:

    Olá Diana! Este post é muito útil e vou guardar para futuras visitas!
    Quando comecei a ler pensava “mas qual o melhor”, mas a resposta veio logo a seguir. 😉
    A simulação é também super útil.
    Parabéns e obrigada pela partilha.

    Responder
  4. Margarida Nobre
    Margarida Nobre says:

    Muitas vezes a oferta é tanta que se torna difícil perceber qual o pass que traz mais vantagens… 🙂 … com um post com esta informação tão detalhada fica bastante mais fácil decidir qual comprar… 🙂 Obrigada pelas dicas!

    Responder
  5. Catarina
    Catarina says:

    É sempre bom saber que tipos de cartões desses existem! Eu costumo fazer as contas todas, e por vezes não compensa comprar esses passes porque tenho outros descontos – EYCA e ISIC – que fazem com que o preço final fique ainda mais barato. Mas é questão de organização: saber o que se quer ver, e fazer continhas 🙂

    Responder
    • Diana
      Diana says:

      Sim, fazer as continhas todas, até porque em NY existem alguns museus que funcionam por doação voluntária… Eu como já passo dos 26, já não tenho é borlas e descontos 🙂 Sou uma cota, pronto, o que se há-de fazer…!

      Responder

Deixa um comentário

Gostaste do artigo?
Tens dicas para partilhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.