,

5 sugestões de livros: a (minha) imersão no Japão

Estou quase, quase a embarcar para o Japão. Segundo tenho lido por aí, é um destino fascinante que causa em nós, ocidentais, um choque cultural. E, como gosto de me preparar bem para os destinos (e o Japão requer MUITA preparação), tenho tentado imergir-me na cultura, história e tradição nipónicas.

Deixo-vos então alguns dos livros que nos últimos meses me ajudaram a mergulhar a fundo neste país sobre o qual, até há pouco tempo, era uma mera ignorante. Agora, sou apenas um pouco menos ignorante (mas pouco).

A History of Japan

Ora, quem me conhece sabe que sou quase um rato de biblioteca. Gosto de livros clássicos e de História. Sim, com H maiúsculo. Nas minhas últimas viagens, tenho tentado compreender um pouco melhor a história dos destinos e o Japão não podia ser uma excepção.

O “A History of Japan” de P.H.P. Mason e J.G. Caiger foi o meu livro de eleição para perceber as bases da História do Japão. Em menos de 400 páginas, os autores dão uma visão global do percurso histórico desta nação, que começou com a ascensão ao trono do primeiro imperador do Japão: Jimmu, no ano 660 A.C.

Como poderão imaginar, é um livro denso, mas cobre todos os períodos históricos do Japão, relatando os factos políticos, culturais e sociais mais importantes. É estruturado e lê-se bem, com excepção dos últimos dois capítulos que, na minha opinião, são mais confusos (a partir de 1912, depois da Era Meiji).

Não encontrei “A History of Japan” nas livrarias tradicionais, mas encomendei-o da Amazon de Espanha. Podem também encomendar da Amazon no Brasil.

Hirohito and the Making of Modern Japan

O imperador Hirohito ascendeu ao trono em 1926, tendo assistido ao reforço do nacionalismo e expansionismo japonês, à II Guerra Mundial, à Ocupação Americana e à modernização do Japão durante a segunda metade do século XX. Poupado aos julgamentos das atrocidades cometidas na II Guerra Mundial por alegadamente ter tido um papel inconsequente, o imperador não abdicou e acompanhou a Ocupação americana, contribuindo para a manutenção do sentido de unidade japonesa e para a implementação de uma democracia no país.

Contudo, o livro de Herbert P. Bix editado em 2001 (vencedor do prémio Pulitzer) lança uma nova teoria sobre o imperador Hirohito. Afinal, a figura imperial terá tido um papel muito mais activo e poderoso na vida política e militar japonesa.

Não sou especialista em política japonesa, mas este longa biografia do imperador (com 700 páginas) permite conhecer melhor a política e história japonesa do século XX. Lá está, mais um livro para quem gosta de História. Mas à séria. O livro é muito focado no detalhe, com tantos nomes e acontecimentos, que às tantas me perdia na leitura… Acho que devia haver uma versão resumida com metade das páginas. Apenas recomendo a quem esteja muito interessado na História do Japão.

Poderão adquirir o livro “Hirohito and the Making of Modern Japan” na Amazon Espanha ou Amazon Brasil.

Colorless Tsukuru Tazaki and His Years of Pilgrimage

Este foi o primeiro livro que li do Haruki Murakami, o escritor japonês mais famoso nos dias de hoje e um “candidato” ao Nobel da Literatura nos últimos anos. O livro conta a história de Tsukuru Tazaki, um engenheiro que trabalha em Tóquio na construção de estações de comboio.

Apesar de ter uma vida profissional bem sucedida, descobrimos que Tsukuru vive alienado por um trauma ocorrido há 16 anos: o abandono abrupto dos seus 4 amigos de infância e adolescência. Ao ler este livro, bebemos da solidão e da frustração do protagonista e… os mais atentos vão também identificar muitos traços culturais japoneses.

A versão brasileira encontra-se na Amazon do Brasil (O Incolor Tsukuru Tazaki e Seus Anos de Peregrinação). Não existe versão portuguesa, mas existe a versão inglesa na Amazon de Espanha.

Kafka à Beira-Mar | Kafka on the Shore 

Este é um dos grandes êxitos de Haruki Murakami. Está na minha prateleira, mas ainda não o consegui ler. O livro é composto por duas narrativas. Os capítulos ímpares contam a história do adolescente Kafka, que foge da casa do pai para ir em busca da mãe e da irmã. Os capítulos pares contam a história de Nakata, um ancião que procura gatos perdidos. Tenho muita curiosidade em ler este livro, até porque toca em vários aspectos culturais japoneses, como a religião Shinto e o conceito de família.

Existe versão portuguesa do livro Kafka on the Shore (Kafka à Beira-Mar), mas eu comprei a minha em inglês na Amazon de Espanha. Na Amazon do Brasil existe a versão em Português e em Inglês.

Hokkaido Highway Blues

Este livro de viagens de Will Fergunson foi o meu companheiro no Japão. Conta a história do autor, um professor de inglês canadiano, que chamou a si o desafio de percorrer todo o país, de sul a norte, à boleia. O objetivo principal desta empreitada foi acompanhar a sakura – o fenómeno das cerejeiras em flor no Japão. Como também estive em terras nipónicas na altura da sakura, pareceu-me óbvio levar comigo este livro.

O livro está cheio de humor, sake e detalhes precisos do país. Foi um dos meus preferidos nos últimos tempos e ri-me como não me ria há muito tempo com um livro!

Poderão adquirir o livro “Hokkaido Highway Blues” na Amazon de Espanha e na Amazon do Brasil. Existe apenas versão inglesa.

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

Novidades, dicas de viagem e promoções diretamente na tua caixa de entrada. Introduz o teu e-mail para saber tudo em primeira mão.

CONTRAMAPA

6 comentários
  1. Catarina Gralha
    Catarina Gralha says:

    Tenho alguma curiosidade em relação ao Kafka à Beira-Mar, e fiquei com vontade de ler o A History of Japan. Essa visão global é suficiente? Bem sei que num livro de menos de 400 páginas não se consegue colocar a história inteira de um país, mas ficas com a sensação de que o mais importante está lá? Acho que lhe vou dar uma vista de olhos.

    Responder
    • contramapa
      contramapa says:

      Sim, o mais importante está lá. Ainda li algumas reviews de livros de história do género e decidi-me por este por me parecer o mais estruturado e explicativo ao longo das épocas. A única parte do livro que achei menos bem conseguida (ou mesmo má) foram os dois últimos capítulos sobre o século XX, ou seja, a partir de 1912, quando o imperador Meiji morre. Torna-se confuso, mas são apenas as últimas 40 páginas!
      Se não conheces nada (ou quase nada) da história do Japão, que era o meu caso, é um bom livro introdutório para quem gosta de História. Agora estou a acabar de ler o do Hirohito e estou a gostar bastante. Mas a mim tudo o que é II Guerra Mundial me fascina… 😛

      Responder
  2. Ana
    Ana says:

    Tenho tanta curiosidade em conhecer o Japão! Mas como o investimento é algum, só poderei ir daqui a uns anos. Partilho contigo a paixão por leitura e, claro, por leitura de História (sou arqueóloga, é quase uma obrigação, haha!). Fiquei muito curiosa com o primeiro livro, “A History of Japan”, que não conhecia. E Haruki Murakami nunca li. Às vezes o facto de serem muito conhecidos provoca em mim um efeito contrário ao expectável – menos interesse/curiosidade em ler. Não deixo de ler, apenas vou adiando a leitura (manias!). Mas hei-de lê-lo um dia, certamente. Adorei as sugestões Diana, acho uma maneira formidável de preparar a viagem 🙂

    Responder
    • contramapa
      contramapa says:

      É a minha forma preferida de preparar uma viagem e permite-me aproveitar muito mais 🙂 Lê o “A History of Japan” que vai-te deixar a perceber um pouco melhor o país. Para mim, muitas coisas culturais japoneses fizeram sentido ao perceber a história!
      Quanto ao Murakami, não podes deixar esse preconceito do afectar-te, é um escritor que vale muito a pena ler… os livros dele bebem-se! 🙂

      Responder
  3. PedroL
    PedroL says:

    Eu confesso que prefiro ler em inglês do que em português do Brasil… gosto bastante do Murakami e a verdade é que li em inglês o ‘Colorless Tsukuru Tazaki’. Na altura vivia em Riga e nas livrarias os livros em inglês eram menos de 5 euros 🙂 ainda não li o ‘Kafka à beira-mar’ mas a sinopse parece apelativa 🙂 de resto, boa viagem pelo Japão Diana 🙂 abraço PedroL

    Responder
    • contramapa
      contramapa says:

      Também leio muitos livros em inglês…. como dizes o preço é MUITO mais baixo (mesmo em Portugal) e sempre se vai praticando o inglês.
      Obrigada 😉 Depois vou publicando as novidades por aqui!

      Responder

Deixa um comentário

Gostaste do artigo?
Tens dicas para partilhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.