Bordéus é uma cidade francesa conhecida pelos vinhos que a sua região produz. Mas é muito mais do que isso. Património Mundial da UNESCO, a emblemática capital do Sudoest situada no coração da Nova Aquitânia é uma referência mundial também pela paisagem cultural que oferece e onde sobressai a Catedral de Santo André.

Mesmo uma curta estadia na cidade será suficiente para nos apaixonarmos por Bordéus, a Bela Adormecida. É fácil ficar encantado pelos sabores do vinho oriundos de uma terra fértil e da luz quente que banha as melhores colheitas no campo, mas também pela cidade, pela sua história, cultura, arte e arquitetura. Bordéus é uma combinação perfeita entre campo e cidade, cultura e sabores. Para vos guiar numa viagem na cidade e arredores, deixo-vos alguns locais a visitar em Bordéus.

O que fazer em Bordéus

1 – Palais Rohan

O Palais Rohan fica junto à Catedral de Nossa Senhora de Estrasburgo e do Museu de l’Œuvre Notre-Dame, também estes pontos de referência turísticos em Bordéus. Datado de 1784, este palácio tem um tríptico de museus imperdíveis: o Museu de Artes Decorativas, o Museu Arqueológico e o Museu de Belas Artes. É o centro das artes na cidade e o primeiro ponto de paragem obrigatória.

o que fazer em bordeus

2 – Jardin Public

O Jardin Public de Bordéus é um jardim projetado por Jacques Ange Gabriel e renovado em 1856 pelo paisagista Louis-Bernard Fischer. Tem cerca de 11 hectares, belas árvores e um lago no centro. Por falar em centro: fica no meio da cidade e é por isso acessível e um bom refúgio num dia mais acalorado.

3 – Place de la Bourse

A Place de la Bourse é uma praça onde podemos encontrar a Câmara de Comércio e o Museu Nacional das Alfândegas. Por ali podemos também encontrar a Fonte das Três Graças (onde antes da Revolução Francesa estava a estátua de Luís XV). Mesmo em frente à praça fica o belíssimo Miroir d’Eau, o maior espelho de água do mundo.

4 – Catedral de Santo André

A Catedral de Santo André, conhecida também como Catedral de Bordéus, é um dos vários monumentos religiosos de Bordéus. Data do século XI, mas a maior parte do que hoje podemos ver na Catedral de Santo André foi construído nos séculos XIII e XIV. Tem uma arquitetura gótica e uma decoração com estátuas e vitrais únicos. É Património Mundial da UNESCO e um dos monumentos associados à peregrinação a Santiago de Compostela. Caso entrem neste espaço religioso, não deixem de admirar o incrível órgão, que data de meados do século XIX.

o que fazer em bordeus

5 – O Grande Teatro de Bordéus

O Grande Teatro de Bordéus tem 300 anos e é uma referência no panorama da arquitetura europeia. Inaugurado em 1780, tem dado palco às mais conceituadas obras de ópera, bailado e teatro. Com uma fachada neoclássica, o emblemático pórtico é constituído por 12 colunas que representam as 9 musas e 3 deusas patronas das artes. Além de ser um espaço grandioso dedicado às artes, o Grande Teatro já hospedou o parlamento francês por um breve período em 1871.

Restaurado em 1991, o edifício é uma das mais antigas estruturas de teatro em madeira da Europa, cujo interior nunca foi queimado ou destruído. É no seu palco que se apresentam, por exemplo, a Orquestra de Bordéus e a Ópera Nacional. Planeando bem a viagem, é possível assistir a um espetáculo neste grande teatro.

o que fazer em bordéus

6 – La Cité Du Vin

Depois da imersão cultural ao visitar Bordéus, poderá reservar-se um dia para mergulhar nos vinhos de Bordéus, explorando a região fora do centro urbano. Há vários locais de produção nos arredores de Bordéus que se podem conhecer através de visitas guiadas. Caos prefiram não sair da cidade, poderão visitar em Bordéus a Cité du Vin, onde se conta a história do vinho no mundo. E, sim, também dá para provar!

7 – Duna de Pilat

É possível ir a Bordéus e ir à praia. A uma hora de comboio da cidade fica a Duna de Pilat, uma formação de areia natural costeira e 60 milhões de cúbicos de areia. Esta duna tem a crista mais alta do continente europeu.

8 – Saint-Émilion

Saint-Émilion fica a 40 km de Bordéus, sendo conhecida pela sua produção de vinhos e pela beleza pitoresca da vila. É um lugar de traço medieval, também considerado Património Mundial pela UNESCO, com vários edifícios centenários a explorar. Não deixem de visitar a igreja Monolítica, as catacumbas e a casa Les Cordeliers.

Alojamento em Bordéus

Existem várias opções de alojamento em Bordéus.

O Eklo Bordeaux Centre Bastide fica bem perto do centro histórico e tem quartos duplos a um preço bastante simpático (a partir de 54 euros). É também um ótimo local para viajantes independentes, uma vez que também disponibiliza dormitórios em estilo cápsula, com bastante privacidade. Tem um restaurante, acesso a uma cozinha e um excelente terraço.

O Central Hostel Bordeaux Centre é também uma opção bastante boa, também com quartos duplos, individuais e camas em dormitórios. Tem também bar, restaurante e terraço, ficando muito perto das principais atrações turísticas da cidade.

O presente artigo foi escrito em parceria com a France-Voyage.com, um guia de referência do turismo em França, que disponibiliza informações práticas e culturais sobre as diferentes regiões do país. Gostaram do artigo sobre o que fazer em Bordéus? Sigam o Contramapa no Facebook e no Instagram. Leiam também outros artigos sobre França no Contramapa.

 

 

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.