2017: O ano em revista aqui no Contramapa

Tudo recomposto da passagem de ano? Muitas alminhas por aí a ressacar, enroladinhos na manta da Primark? Ora bem, está na hora de arrumar os tamancos e pôr 2017 em perspectiva.

Viajei mais do que previ nos primeiros meses do ano e menos do que o esperado na segunda parte do ano. Lancei os foguetes todos com Japão, Marrocos e o Caminho de Santiago e passei o resto do ano dentro do nosso rectângulo. Mas nada parada. Explorei dois Algarves: o litoral no verão e o interior no outono. Visitei ainda a terra fria transmontana, Melgaço e a zona das Montanhas Mágicas, em Arouca e Cinfães.

ilha de miyajima

Na minha vida profissional, este foi um ano de grandes mudanças (e de alguma incerteza, o que não é necessariamente mau). Comecei a trabalhar como independente na área da consultoria e ganhei mais tempo para mim. Aproveitei para realizar alguns projetos pessoais, além das viagens. Tirei três cursos que andava há muito tempo a namorar: Formação para Formadores (finalmente!), Fotografia profissional e Edição de Vídeo Digital.

Em relação ao blog, dediquei-me mais e publiquei muitos mais artigos que em 2016. Investi em vídeos com mais regularidade, ainda que muito espaçadamente. E, depois, dei muito uso à minha câmara fotográfica e acho que evolui imenso. Acredito que a componente fotográfica foi o grande salto de 2017 no blog e estou orgulhosa disso.

Quero muito continuar a melhorar a Fotografia e o Vídeo em 2018 e acho que essa vai continuar a ser a aposta. Tanto, que já ando a sonhar em comprar um modelo novo. Uma pessoa começa a interessar-se por composição, enquadramentos, sensores e lentes… e de repente já só pensa no próximo upgrade de equipamento.

Parque natural de montesinho

Este foi também um ano em que me dediquei mais à escrita. Além do Contramapa, comecei a escrever para outras publicações como a SAPO Viagens e a Forbes Portugal.

Continuei a interessar-me pelo marketing digital e lancei a newsletter mensal, que cresce todos os dias e onde vos consigo contar as  novidades na hora e oferecer algumas promoções especiais. Os resultados estão à vista e, mais 12 meses volvidos, este blog continuou a ganhar vida com cada um de vocês que se juntou ao barco. Dupliquei a presença no Facebook (7.500) e no Instagram (7.300) e continuei a crescer no Twitter (1.600). Fui também nomeada e, depois, finalista dos Open World Awards da Momondo em várias categorias. Acabei por não ganhar nenhum dos prémios, mas foi já muito importante para estar entre os 10 melhores de Portugal!

termas japão

E, como é tradição, deixo-vos aqui os artigos mais lidos publicados em 2017. Se não os leram, aproveitem agora. Vamos a isso?

1 – O que Fazer em Coimbra – 16 Locais a Não Perder!

Visitei a cidade dos amores logo no início de 2017 e este artigo tornou-se um sucesso nas redes sociais. Anda por aí muita gente a querer visitar a nossa querida cidade universitária. E com razão!

2 – Onde Comer – 4 Restaurantes em Coimbra

Bom, já tinha ficado claro o ano passado que por aqui somos todos bons garfos. Estes foram os restaurantes que visitei em Coimbra e acho que vocês gostaram das dicas… e das fotografias. Os olhos também comem.

3 – Roteiro na Irlanda – 7 ou 10 dias!

Visitei a Irlanda em 2015 e esta foi uma das viagens que mais gostei. Encontrei cidades acolhedoras, irlandeses hospitaleiros, uma natureza de tirar o fôlego e tradições centenárias. Por aí, vocês parecem concordar.

4 – Caminho Português de Santiago – Dicas Completas!

Eu não fui para o Caminho com a melhor preparação do mundo, mas não quero que vos falte nada. Com este artigo ficam mais do que preparados. É tudo o que precisam de saber!

5 – Guia de Energia: Adaptador de Tomada Universal

Por aqui escrevi tudo o que precisam de saber para manterem os vossos equipamentos a funcionar. Falo de adaptadores, e não só: powerbanks, carregadores de isqueiro, USB hubs, entre outros.

E para 2018?

Para ser franca, 2018 é uma grande incógnita para mim. Trabalhar como independente tem destas coisas. Mas sei que as viagens não vão ficar de parte. Vou liderar uma viagem à Irlanda em Agosto com a Landescape, e este mês vou fazer uma curta visita a Londres. Quero muito ir aos Açores, à Madeira e à Islândia, mas não tenho nada fechado. Será 2018 o ano das ilhas?

Em relação ao blog, além da dedicação à Fotografia e ao Vídeo, quero trabalhar melhor o marketing digital. Sei que preciso de fazer alguns ajustes técnicos ao site e quero publicar nas redes sociais com mais frequência. Em 2017 escrevi muito sobre Portugal e em 2018 quero equilibrar melhor com artigos sobre outros países. Tenho muito material em mãos, que ainda não tive tempo de mastigar…. e publicar. Sobre o Japão, mas também Irlanda, Holanda, Bélgica, Londres, São Tomé e alguns outros!

Caminho Portugues de Santiago

Contudo, sei que, pelo menos, durante os primeiros meses do ano terei muito pouco tempo para o Contramapa, por razões profissionais. Quero continuar a dedicar-me e ver este projeto crescer, mas tenham paciência comigo, OK? Se por aqui não houverem conteúdos novos, espreitem o Contramapa no Facebook, no o Twitter e no Instagram. Por lá, há sempre novas coisas!

Leiam também: 2016: O Ano em Revista aqui no Contramapa e 2015: O Ano em Revista aqui no Contramapa

E vocês, que viagens estão a guardar para este ano? Partilhem nos comentários as vossas viagens!

Bom ano! 🙂

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

Novidades, dicas de viagem e promoções diretamente na tua caixa de entrada. Introduz o teu e-mail para saber tudo em primeira mão.

CONTRAMAPA

2 comentários
  1. Marta Chan
    Marta Chan says:

    Este ano também quero ir aos Açores e à Islândia. É o ano de paragem para mim, o ano que vou viver Lisboa =)
    Espero que continues em força no contramapa e que este ano ganhes um prémio! Beijinhos

    Responder

Deixa um comentário

Gostaste do artigo?
Tens dicas para partilhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.