7 dicas para quem vai viajar de avião

Viajar no fim do verão ou no outono é uma boa opção para poupar algum dinheiro, já que alguns destinos se tornam bastante mais baratos, especialmente em termos do preço dos voos. Para quem tem férias marcadas para um futuro próximo, deixo-vos aqui algumas dicas para quem vai viajar de avião. Vamos?

the big texan route 66

1 – Saibam quando encontrar os melhores preços dos voos

Apesar de não existir uma ciência exata, há alguns truques. Um dia ainda hei-de dedicar todo um artigo ao tema, mas, para já deixo-vos apenas algumas dicas. Quando uma companhia aérea decide fazer promoções, habitualmente, dá a conhecê-las às segundas-feiras, de forma a obrigada os concorrentes a descerem os preços. Assim, as terças e quartas-feiras são excelentes dias para comprar o bilhete de avião, uma vez que as tarifas aéreas a meio da semana já sofreram uma redução, mas ainda não foram todas adquiridas pelos outros viajantes.

2 – Se são bom garfo, levem um farnel 

A comida oferecida nas companhias aéreas é cada vez mais parca e as opções são poucas. Portanto, levem qualquer coisa para comiscar, mesmo em voos mais curtos. Se viajarem com bebés ou crianças de tenra idade, dêem-lhes um snack durante a descolagem e aterragem. Comer ou beber pode ajudar a equilibrar a pressão nos ouvidos, mantendo-os confortáveis e bem-dispostos.

3 – Optem por uma bagagem leve

É sempre tentador atafulhar a mala, para o que der e vier. No entanto, optem sempre pelo mínimo indispensável. Pensem cuidadosamente naquilo que precisam mesmo de levar e deixem ficar o resto em casa. Isto pode parecer óbvio, mas acreditem que vão ficar surpreendidos ao descobrir como se pode viajar com tão pouco. Leiam também as Dicas de Mala para um Mês de Viagem.

4 – Voo sobrelotado: pensem bem antes de abdicar do vosso lugar

Se o vosso voo estiver sobrelotado, pensem duas vezes antes de abdicar do vosso lugar, em troca de upgrades ou outras ofertas. A tripulação pode propor-vos uma oferta que parece irrecusável, mas, a história pode ser outra depois da descolagem. Podem até ficar em terra. Voluntariar-se para renunciar ao lugar nem sempre é um bom negócio, pelo que devem sempre lembrar-se de que se trata de um risco.

5 – Façam cópias dos documentos

Se vão viajar para o estrangeiro, façam cópias de segurança dos vossos documentos, especialmente do passaporte ou do cartão de cidadão. Guardem as fotocópias num local diferente dos documentos originais ou melhor ainda… tirem fotos e guardem-nos e-mail.

6 – Fujam dos voos diretos… com paragens

Tenham atenção às escalas dos voos indirectos que por vezes demoram longas horas. E, ao comprarem um voo directo, verifiquem se é mesmo directo. Ninguém gosta de fazer paragens, mas a verdade é que as companhias aéreas têm uma definição muito abrangente de “direto”. Se o avião faz uma paragem, independentemente da sua duração, e depois continua viagem pode, ainda assim, continuar a denominar-se de “voo direto”. Assim, as palavras mágicas que deve procurar são: viagens diretas non-stop. Por exemplo, quando fui para os Estados Unidos, o voo para Boston foi non-stop, mas, no regresso, fizemos uma paragem de duas horas em Ponta Delgada antes do destino final, Lisboa.

7 – Levem um kit de primeiros socorros

Ficar doente nunca faz parte dos planos de quem viaja. No entanto, se isso acontecer é sempre bom ter um kit de primeiros socorros à mão. Levem o essencial, como pensos rápidos, analgésicos (Paracetamol) e antinflamatórios. Caso viajem para foram da Europa, um medicamento antidiarreico (tipo Imodium) também é útil. E, se tiverem de viajar com algum medicamento que requeira receita médica, não se esqueçam de o levar na sua embalagem original, de forma a evitar problemas com a segurança.

Gostaram do artigo? Estas são as dicas da AirHelp, sobre a qual já falei aqui. Se gostaram de artigo, podem seguir o Facebook do Contramapa, o Instagram e o Twitter.

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

Novidades, dicas de viagem e promoções diretamente na tua caixa de entrada. Introduz o teu e-mail para saber tudo em primeira mão.

CONTRAMAPA

0 comentários

Deixa um comentário

Gostaste do artigo?
Tens dicas para partilhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.