,

Onde Comer – 6 restaurantes no Minho

Um dos meus locais preferidos por Portugal é o Minho e, mais especificamente, o Parque Nacional da Peneda-Gerês. E, para além da belíssima natureza, o que eu adoro nesta região é a gastronomia. Os bons restaurantes no Minho fazem as minhas delícias e encontro sempre ótimos lugares onde comer.

No Minho há serras, rios transparentes e cascatas para conhecer, há a natureza em todo o seu esplendor, trilhos para descobrir e… há muito bons restaurantes. Paparoca da boa. Para que me entendam, deixo-vos aqui 6 restaurantes no Minho onde já fui muito feliz.

1 – Restaurante Cantinho do Antigamente, Covide

Com lotação para cerca de 30 pessoas, o Cantinho do Antigamente é mesmo um pequeno recanto que nos transporta para o passado. Localizado à entrada do Parque Nacional da Peneda-Gerês, em Covide (Terras de Bouro, distrito de Braga), oferece uma vista desafogada para o campo. O espaço é apoiado pela Fundação Calcedónia, com o objetivo de preservar a gastronomia regional.

É gerido pela Sra. Adelaide que, todos os dias, se dedica à cozinha tradicional da região. Praticamente todas as refeições são confeccionadas por ela num ambiente familiar e utilizando produtos locais.

restaurantes-minho-3

Refeição

Aqui as opções são poucas. E isso não é uma coisa necessariamente má, desde que estejamos devidamente preparados. Como todas as refeições são confeccionadas numa tentativa de preservar a tradição local da região, apenas existem 2 ou 3 opções para o dia. Aos palatos mais selectivos ou conhecedores das especialidades da casa aconselha-se que liguem previamente para o restaurante para fazer uma encomenda. É o caso do cabrito no forno, uma das especialidades, que a sra. Adelaide apenas faz por encomenda!

Nós não fomos suficientemente astutos e ficámo-nos pelos pratos do dia. E não fomos nada mal servidos. Primeiro, as entradas com produtos regionais. Queijo fresco, compota, presunto, azeitonas e salpicão.

restaurantes minho

Depois, uma das especialidades da casa que traz visitantes de muito longe: dizem que as pataniscas de bacalhau da sra. Adelaide são das melhores de Portugal. Não sou fã de bacalhau, portanto não posso opinar muito, mas que estavam boas, estavam…

restaurantes-minho-5

Depois, passámos para a chichinha, que também é uma coisa que me aquece muito o coração e acompanha na perfeição um bom vinho verde tinto. E recebi com muita gula o naco de vitela, suculento e saboroso como só ele.

restaurantes-minho-6

Para terminar, a oferta de sobremesas não era muito variada (mais uma vez, só a sra. Adelaide na cozinha), mas era caseira. Optámos por um leite creme braseado, remate perfeito para a nossa primeira noite na serra.

restaurantes minho

Preços & Reservas

Uma refeição completa no restaurante Cantinho do Antigamente custa a partir de 15 euros. O restaurante é pequeno e convém reservar para saber quais são as opções de refeição para o dia (e caso seja necessário reservar alguma coisa diferente). Caso queiram provar o cabrito do Cantinho, façam a reserva com alguma antecedência (pelo menos, no dia anterior). As reservas devem ser realizadas para o número +351 253 353 195.

O restaurante está aberto todo o ano ao almoço e jantar e não tem dia de encerramento.

Restaurantes no Minho – Localização

Lugar de Sá, 145, Covide, Terras de Bouro, Braga

2 – Restaurante Adega do Sabino, Melgaço

Para a nossa segunda aventura pelos restaurantes do Minho, fomos mais para norte. Quase pusemos um pé em Espanha. O destino foi o restaurante Adega do Sabino, em Melgaço, no distrito de Viana do Castelo. Localizado no centro da vila, tem uma daquelas bonitas fachadas de pedra e uma pequena esplanada cá fora.

O restaurante abriu há 25 anos, mas antes disso, já o espaço funcionava como taberna na família do sr. Sabino. Quando entramos, percebemos que o espaço continua a fazer jus ao nome, com a decoração composta por uma ampla seleção de vinhos de todas as regiões de Portugal, com especial ênfase para o norte e para os vinhos verdes.

A Refeição

Ora, para acompanhar o vinho, começámos por um queijo com doce de abóbora e presunto com melão. A acompanhar, incluímos uma alheira frita, que deve ter sido a mais deliciosa que provei. Além de ser um produto tipicamente minhoto, estava cozinhada na perfeição, uma proeza difícil para este tipo de petiscos! Além disso, vinha acompanhada de cenoura crua, o que ajudou a cortar a gordura para não se tornar enjoativo.

restaurantes minho

restaurantes-minho

Para prato principal, fomos para duas das especialidades da casa. Primeiro, o cabrito no forno com batata assada e legumes. Foi principalmente com esta escolha que percebemos porque é que há quem faça dezenas de quilómetros para visitar a Adega do Sabino. A segunda escolha foi o naco de vitela, também cozinhado na perfeição e muito suculento, acompanhado de batatas, arroz e salada. Rendemo-nos a este restaurante, que vale a pena visitar principalmente pelo cabrito!

restaurantes minho

restaurantes-minho-2

Para terminar, dividimos um doce da casa. Feito com natas, leite condensado e bolacha maria, estava um pouco mais denso e frio do que o ideal para esta sobremesa. Mas foi a dose ideal de açúcar para terminar a refeição.

restaurantes minho

Preços & Reservas

Uma refeição completa no restaurante Adega do Sabino custa a partir de 17 euros. O restaurante não é pequeno, mas a fama faz com que encha todos os fins-de-semana, mesmo durante o inverno. As reservas devem ser realizadas para o número +351 251 404 576 ou +351 963 452 031.

O restaurante está aberto todo o ano ao almoço e jantar e não tem dia de encerramento.

Restaurantes no Minho  – Localização

Largo Hermenegildo Solheiro, 46, Melgaco, Viana do Castelo

3 – Restaurante O Brandeiro, Branda da Aveleira

Em busca de restaurantes no Minho com vista panorâmica? Localizado praticamente às portas do Parque Nacional da Peneda-Gerês, o restaurante O Brandeiro fica na aldeia da Branda da Aveleira (município de Melgaço) e tem uma vista de tirar o fôlego. Os largos painéis de vidro fazem-nos mergulhar na serra a perder de vista e esse é o principal ponte forte do restaurante. E enquanto apreciamos a refeição, não é comum vermos passar do lado de fora um boi ou um cavalo em busca de pasto.

restaurantes minho

O restaurante foi criado em 2015, fruto do turismo crescente da Branda da Aveleira, uma das aldeias melhor preservadas da região e, sem dúvida, a mais preparada para receber turistas: 12 das poucas casas já se encontram recuperadas e disponíveis para aluguer. Aqui, o alcatrão não entra e os dias são passados entre as pequenas casas de pedra e a margem do ribeiro transparente.

A Refeição

Os pratos favoritos da casa são a carne de vaca cachena (a raça bovina portuguesa mais pequena e típica desta região), o cabrito e o bacalhau à brandeiro. Nós rendemo-nos ao cozido à portuguesa, especialidade do dia. Não entrando para a lista das melhores refeições de sempre, este cozido também não embaraça. E tem a grande vantagem de sabermos que todas as carnes e enchidos são da região.

restaurantes minho

Preços & Reservas

Uma refeição completa no restaurante O Brandeiro custa a partir de 15 euros. O restaurante é amplo e não me pareceu ser necessário reservar, apesar de costumar estar cheio ao fim-de-semana. Contudo, poderão fazê-lo através do número +351 934 420 526.

O restaurante está aberto todo o ano ao almoço e jantar e não tem dia de encerramento. Encerram anualmente nas duas primeiras semanas de setembro.

Localização

Branda da Aveleira, Gave, Melgaço

4 – Restaurante Miradouro do Castelo, Castro Laboreiro

O nome não engana. Mesmo ali ao lado, encontram-se as ruínas do castelo de Castro Laboreiro, um dos locais de visita obrigatória no Parque Nacional Peneda-Gerês. O restaurante Miradouro do Castelo fica no centro de Castro de Laboreiro e é uma das razões pelas quais os visitantes se demoram mais na vila. Tanto a sala interior como a esplanada têm localizações privilegiadas sobre a serra da Peneda, convidando a que nos demoremos aqui um pouco mais além da refeição.

A Refeição

O cabrito é a especialidade da casa, mas é servido principalmente ao almoço. Como viemos jantar, a nossa opção recaiu no naco de vitela, que veio acompanhado de batata assada, arroz de cenoura e legumes. E de vinho verde tinto, ou não estivéssemos nós no Minho.

Os acompanhamentos estavam cozinhados no ponto e o naco suculento deu-nos sustento. A refeição só pecou por a carne estar bem passada. Se forem como eu e preferirem a carne mal passada, não se esqueçam de referir.

restaurantes no minho

Para rematar, escolhemos duas sobremesas. Não saímos da nossa zona de conforto com a mousse de chocolate caseira, mas atrevemo-nos a experimentar o bucho doce. Este doce tradicional de Melgaço é feito tradicionalmente na altura da matança do porco. Aproveita-se o estômago do animal (o bucho), que serve de envolvente do bolo. O recheio é composto por restos de pão, ovos, leite e açafrão. Consistente e pouco doce, é um acompanhante perfeito para um chá numa tarde fria de inverno!

restaurantes no minho

restaurantes no minho

Preços & Reservas

Uma refeição completa no restaurante O Miradouro do Castelo custa a partir de 15 euros. O restaurante é amplo, com 130 lugares nas salas interiores e 80 lugares na esplanada. Não me pareceu ser necessário reservar, apesar de costumar estar cheio ao fim-de-semana e durante o verão. Contudo, poderão fazê-lo através do número +351 251 465 469 ou para o e-mail restaurante@miradourodocastelo.com.

Além de restaurante, o Miradouro do Castelo é também uma unidade de alojamento local, com 8 quartos duplos funcionando no piso superior do estabelecimento.

O restaurante está aberto todo o ano ao almoço e jantar e não tem dia de encerramento. Encerra apenas no dia 24 de dezembro pelo jantar.

Localização

Castro Laboreiro, Melgaço, Viana do Castelo

5 – Restaurante Vai à Fava, Ponte da Barca

Moderno e internacional, o Vai à Fava é aquilo que não esperamos encontrar num restaurante no Minho. Aqui foge-se à gastronomia típica e à decoração rústica. Podemos encontrar móveis reaproveitados da Comarca de Ponte da Barca, candeeiros de rua virados ao contrário, balanças caídas em desuso, pianos desafinados, mas também cadeiras brancas e modernas, livros e cores, muitas cores.

restaurantes-minho-10

restaurantes-minho-20

restaurantes-minho-12

A verdade é que quando entramos no Vai à Fava parece que entramos numa loja de decoração. O que não é totalmente mentira porque antes da sala de refeições, existe uma loja onde se vende enlatados, chá, azeite, vinho, compotas, talheres e pratos coloridos. Só depois desta sala é que encontramos a sala de refeições e a espectacular esplanada com uma vista desafogada para o rio Lima, mesmo ali ao lado.

restaurantes minho

restaurantes no minho

A Refeição

O Vai à Fava foge à gastronomia tradicional, apresentando uma cozinha mais internacional. Mesmo assim, começámos por uma linguiça assada para abrir o apetite.

restaurantes no minho

Mas não teria sido necessário abrir hostilidades. Porque o que se seguiu foi muito melhor. Pedimos um bife de atum com batata a murro e legumes a vapor, chilli com carne e arroz basmati e folhado de peixe com molho bechamel e salada.

restaurantes minho

restaurantes minho

restaurantes-minho-17

Poderia estar para aqui a adjectivar a refeição e a tecer elogios, mas faltam-me as palavras. Digo apenas: sim, estava tudo tão bom como parece. O meu preferido foi mesmo o bife de atum, cozinhado na perfeição e bastante suculento. O chilli também estava com a dose ideal de picante e tornou-se uma bela comfort food. O folhado de peixe não surpreendeu tanto, mas estava guloso.

Resumindo e concluindo: se não estiverem à procura de comida típica regional, este é o restaurante a ir. Ponto. Final. Parágrafo.

Por fim, as sobremesas são uma demonstração de gordice extrema. O petit gateau (sim, é duplo) e a serradura lá apareceram e acabaram com qualquer oportunidade de redenção. Toma lá mais um pneuzinho para a barriga para abrir a pestana…

restaurantes-minho-18

restaurantes-minho-19

Preços & Reservas

Uma refeição completa no restaurante Vai à Fava custa a partir de 15 euros. O restaurante terá uma lotação para cerca de 40 pessoas, e estava longe de estar cheio. As reservas devem ser realizadas para o número +351 258 027 769.

Restaurantes no Minho – Localização

Rua Dr. Alberto Cruz, 13, Ponte da Barca, Viana do Castelo

6 – Restaurante Casa do Xisto, Paredes de Coura

Sempre que vou a Paredes de Coura, faço questão de ir à Casa do Xisto. É escondido e quase no meio do nada, tem um ambiente familiar e reconhecemos os rostos dos empregados, que são os mesmos ano após ano. Aqui há uma vista desafogada para o campo e podemos ainda aproveitar uma atividade lúdica antes da refeição: pesca da truta.

Acontece que a Casa do Xisto, além de restaurante, é também um viveiro de trutas e podemos pegar numa cana de pesca e ir buscar o nosso próprio almoço. E nem é uma tarefa difícil porque existem dezenas de peixes por metro quadrado e elas quase que saltam para o isco…

A Refeição

Depois de começar por um prato de presunto e abrirmos a nossa garrafa de vinho verde tinto (não podia deixar de ser), lá fomos para a refeição principal.

Como não podia deixar de ser, pedimos trutas, pescadas mesmo ali ao lado. A eleição foi para as trutinhas com molho de escabeche, a acompanhar com batata cozida. As trutinhas muito frescas, mas o molho apenas aconselhável para quem goste deste tipo de refeições fortes: o vinagre e a cebola não são para qualquer estômago.

restaurantes-minho-8

Pedimos também o javali assado no forno, com batata cozida e couve, outra das especialidades da casa e também apenas recomendável para estômagos fortes. É que a carne de javali tem que se lhe diga!

restaurantes minho

E bom, quem semeia ventos, colhe tempestades. Apesar da nossa gula, não guardámos nem um espacinho para a sobremesa!

Preços & Reservas

Uma refeição completa no restaurante Casa do Xisto custa a partir de 17 euros. O restaurante tem uma grande lotação (mais de 300 pessoas!), quer seja dentro ou na esplanada. De qualquer forma, se quiserem fazer uma reserva, podem contactar +351 939 334 564. Encerra à terça-feira.

Restaurantes no Minho – Localização

Boalhosa, Cortinhas, Paredes de Coura, Viana do Castelo

Ajudei-vos a planear a vista a restaurantes no Minho? Conheçam também os artigos sobre o norte de Portugal.

Se gostaram do que leram e vos consegui dar algumas dicas, sigam-me no Facebook e Instagram.

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

Novidades, dicas de viagem e promoções diretamente na tua caixa de entrada. Introduz o teu e-mail para saber tudo em primeira mão.

CONTRAMAPA

18 comentários
  1. Thata
    Thata says:

    Ainda bem que acabei de almoçar senão ficaria aguada hahahahah. Amo comida portuguesa e estou morrendo de saudades. Semana que vem estarei no Algarve e vou sair da dieta. Você tem dicas de onde comer por lá? Vou para Cabanas de Tavira.

    Responder
  2. Larissa Pereira
    Larissa Pereira says:

    Olha, nunca estive num país com uma culinária tão maravilhosa quanto a de Portugal. Ler esse texto me faz querer voltar ao país e visitar os outros cantos que não conheço. Preciso voltar com urgência! E sobre os pratos, como assim você não gosta de bacalhau? Meu peixe favorito!
    Obrigada pelas dicas, ficarão guardadas para o retorno!

    Responder
  3. Karine
    Karine says:

    Quanta delícia! Já quero provar todos os pratos. Nunca comi tão bem em um lugar quanto em Portugal, no ano passado. Preciso voltar urgentemente e vou incluir Minhos no roteiro com certeza!! 🙂

    Responder
  4. Dayana
    Dayana says:

    Gente, fiquei aqui com água na boca com cada foto aqui… <3
    Esse leite creme braseado então… já sou apaixonada, agora preciso provar!!!

    Coloquei tudo na minha listinha de preferidos!!!

    Responder

Deixa um comentário

Gostaste do artigo?
Tens dicas para partilhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.