,

Costa Vicentina: Praia do Amado

Muitas praias há para conhecer no nosso pequeno rectângulo que é Portugal. Uma delas é a Praia do Amado, que fica na freguesia da Carrapateira, em pleno Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (leiam também o artigo acerca dos restaurantes na costa vicentina e também o artigo sobre as melhores praias da costa vicentina e o Porto Palafítico da Carrasqueira, na Comporta). Tive um casamento  na Aldeia da Pedralva, e acabei por aproveitar o fim-de-semana para conhecer esta praia.

fotografia 1

Costa Vicentina – Praia do Amado

Não sou muito fã das praias do barlavento algarvio, especialmente no verão quando é difícil encontrar um espacinho para estender a toalha e há beefs por todo o lado. Existem praias boas e o mar pode ser o mais dado a longos mergulhos, mas até o simples facto de toda a gente ir para lá em Agosto me tira a vontade de ir…

Já a Costa Vicentina, é outra história. Sim, existem bastantes turistas que começaram a preferir passar lá férias, muitas vezes não está o tempo do sul do Algarve e o mar é gelado e pouco manso. Mas tudo pesado na balança, a grande maioria das praias não está à pinha como no outro Algarve e o facto das condições nem sempre serem as mais favoráveis, torna esta costa mais rebelde, mais apetecível de conquistar. É uma sensação difícil de explicar, não sei se sentem o mesmo…

E não sou a única a pensar assim… Ora vejam:

Quando vou ao sul do Algarve sinto que vou de férias, vou para a praia. Mas quando vou para a Costa Vicentina, sinto que vou para a aventura, que vou para a liberdade, tipo on the road.

fotografia 3

Costa Vicentina – Praia do Amado

Ora, dissertações filosóficas à parte, a Carrapateira fica longe de Lisboa e um fim-de-semana soube-me a pouco (e o gasóleo soub€-me a muito). Conheci a Praia do Amado – que é linda, com um areal extenso e muita prática de surf e bodyboard – mas faltou tempo para explorar outras praias que ficavam lá perto, como a Praia da Bordeira e a Praia da Murração.

Ficou aquele gostinho de querer voltar, querer voltar e gastar um verão inteiro a conhecer todos os recantos da Costa Vicentina. Fazer a estrada nacional, desde Sagres até Setúbal numa Pão de Forma e parar em cada praia, em cada vila. Comer muito peixe, beber muita imperial e apanhar muito sol. Só isso. Tipo, verão português até à espinha, a conhecer todas as tascas e praias, e aproveitar tudo até ao último dia de setembro. Queimar os cartuchos todos.

Ai ai.. serão já as saudades a falar?

Costa Vicentina

Costa Vicentina

Leiam também os Restaurantes da Costa Vicentina onde comer e As melhores praias da Costa Vicentina. Se gostaram deste post, acompanhem também o Contramapa no Facebook e Instagram.

Leiam também o artigo acerca do Porto Palafítico da Carrasqueira, fica mais a norte, na Comporta, mas também vale muito a pena!

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

Novidades, dicas de viagem e promoções diretamente na tua caixa de entrada. Introduz o teu e-mail para saber tudo em primeira mão.

CONTRAMAPA

12 comentários

Deixa um comentário

Gostaste do artigo?
Tens dicas para partilhar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.