Foi em Fevereiro de 2008 que fiz o meu primeiro passaporte – tinha 19 anos e não se pode dizer que tenha sido uma viajante precoce. Mas de malas e bagagens, dei fogo à peça e tratei de ganhar terreno.

Não me considero uma viajante global, uma conhecedora do mundo ou uma aventureira experiente, mas a verdade é que já percorri umas boas milhas, gosto de partilhar experiências e pôr as memórias e as ideias em palavras. Porque escrever é recordar. E porque recordar também é viajar.

(Meu Deus, que cliché!)

Chamo-me Diana.Gosto de ler, gosto de escrever e tenho ganho o gosto de viajar. Decidi juntar as histórias acumuladas neste espaço e chamei-lhe Contramapa. Porque nas contracapas dos meus livros existe sempre um mapa, um sítio onde ir, um local a descobrir. Aqui podem conhecer as minhas histórias e viagens em livro aberto.

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.